23 de ago de 2010

Desconectado


Ontem assitindo ao Fantástico, vi uma reportagem que muito me chamou atenção. Ela falava de uns cientistas que resolveram se desconectar de tudo que é de tecnologia, da internet a aparelhgos telefônicos. E o resultado foi surpreendente; eles conseguiram melhorar a sua memória e aprendizegem significativamente longe das tecnologias tão presentes no nosso dia-a-dia. Fiquei a pensar com os meus botões. Gostaria também de poder me desconectar um pouco, pois diversas vezes sinto-me mal por não poder estar atualizado com tudo e com todos o tempo todo. Não me diga que você nunca se sentiu assim? Esse tipo de sentimento brota quando começa a surgir uma depêndência pela a rede, e como falei em post anterior toda dependência não vem a ser um coisa legal. Já pensei seriamente em excluir o meu Twitter, já que não consigo acompanhar o que mais de 2.000 pessoas escrevem. Fechar minha conta no orkut, pois essa rede social é um antro narcisista e de auto-promoção. Inutilizar meus 7 e-mails e utilizar apenas um; que é mais do que suficiente para me corresponder com as pessoas. Por que infelizmente cartas demoram muito a chegar e sedex não é nem um pouco barato. Até esse blog eu já pensei em fechar, por que eu tenho cadernos e mais cadernos onde posso escrever minhas "postagens", infelizmente não com a mesma quantidade de recursos de imagens que o Google me proporciona. E o mais difícil mas não descartado, ja tive milhares de vezes a vontade de quebrar o aparelho celular e não falar mais com ninguém. Aliás já fiquei sem celular por um tempo e essa experiência não foi tão ruim assim não.
Mas quando penso lá no fundo que ficarei sem saber quais são os TT's do momento, ou ficar sem comentar aquelas fotos resenhas do último encontro entre amigos. Me dá até um arrepio. E meus leitores? O que eu faria sem vocês? Ficar sem celular em tempos de ligações infinitas é praticamente impóssivel. No fim eu; nem a maioria das pessoas tem a coragem de dar um basta nisso tudo. Pode até ser que esse excesso de informação seja no fundo prejudicial, mas a minha geração já se acostumou tanto com essas coisas, que ficar sem elas é a mesma coisa que voltar para a pré-história. E o máximo que eu posso fazer é maneirar na dose, pois como diz o ditado: Tudo demais é veneno.

E você se sente ás vezes sufocado com tanta informação?

5 comentários:

Allan disse...

parabéns, seu texto ficou ótimo e eu concordo com o que você falou, remédio de mais é veneno...

Sabe 7 contas de e-mail deve ser ruim, tinha três e ficava louco, agora com duas tudo está muito mais fácil, e o blogger é uma ferramenta muito boa, nos ajuda a desenvolver, se desconectássemos do mundo poderíamos até ficarmos mais espertos, mas com certeza menos informados..

ah propósito eu não ficaria não!!

temos que usar a tecnologia para somar em nossas vidas, se ela subtrai significa que alguma coisa anda errada, por exemplo se ela subtraí o tempo que estamos com nossa família, ou com o convívio humano estamos exagerando, agora se usamos a rede para nos comunicarmos, matarmos a saudade, nos informarmos nós estaremos acrescentando coisas legais para nosso amigos e família.

é o que penso

adolescent subjects' disse...

haha, tambem ja pensei isso e ultimamente ando pensando nisso novamente.
Interessante, não vi essa reportagem. ;s

abraços.

Leca disse...

Tudo que é demais...
é de sobra...

Vamos tudo a nosso favor...
sem amarras....
sem prisão...
com moderação...

beijos
Leca

Jeniffer Yara disse...

Concerteza há uma dependência com a nossa geração em ficar conectado á internet,e essa dependência me incomoda ás vezes,mas agora,que precisei diminuir meu tempo em frente ao computador,estou vendo que não é tão ruim assim,e estou me acostumando á não ficar tanto mais conectado.
Concordo com você,tudo que é demais é venendo,e enjôoa. ;) Rs'

Saudades daqui *__*
O ruim d'eu estar longe da internet,é ficar longe de blogs como o seu.Mas sempre que puder,estarei por aqui.
Beijos.

Cláudia Machado disse...

Eu sinto que tenho me desconectar. Mas é tão difícil! Sem celular eu estou no momento, pq o meu estragou, e sinceramente... não estou sentindo falta nenhuma! Quero começar a viver uma vida mais desapegada dessas tecnologias... da televisão e do celular eu já me livrei, agora falta eu me livrar do computador e internet. Não que eu queira nunca mais mexer no pc... Só preciso parar de ficar mais de 8 horas por dia nele.
Ótimo post!
Beijos