18 de mai de 2010

Por Paris, em busca do final feliz que faltava...


"(...) Demorou mais caiu a ficha. Os parisienses são um povo fechado por natureza. Isso explica muito da filmografia do precursor da Nouvelle Vague. Eles andam de metrô com seus iPods touch no ultimo volume, jornais, revistas e livros para evitar qualquer contato verbal. Esse é o jeitão francês de ser! Quem já dizia isso era Montesquieu desde o secúlo 18, no seu livro Cartas Persas sobre a hermética maneira francesa de encarar a vida. As relações humanas são bem diferentes do meu feitio. Quer um exemplo? Ao perguntar a um francês "como vai", ele responde "pas mal" (não mal). Eles não são táteis, não apertam a mão direito e um abraço é extrapolar a relação de intimidade. O protocolo de rendezvous da pegação, asseguro, é um pouco mais burocrático. (...)"

Gustavo Tabira (Aluno de Letras da UFPE)

I Love You França <3

Nenhum comentário: