11 de nov de 2009

Alguém, Por favor?

Sinto-me sozinho. Preciso de uma amor. Lágrimas. Só Frejat me entende...

Eu procuro um amor
Que ainda não encontrei
Diferente de todos que amei
[...]


Pode ser que eu a encontre
Numa fila de cinema
Numa esquina
Ou numa mesa de bar.

Procuro um amor
Que seja bom prá mim
Vou procurar
Eu vou até o fim...
E eu vou tratá-la bem
Prá que ela não tenha medo
Quando começar a conhecer
Os meus segredos...



Até +...

Um comentário:

Online na web disse...

Achar um amor nos tempo de hoje que nos dá valor é muito difícil, parabéns pelo poema.