8 de jul de 2009

/Língua/


Gosta de sentir a minha língua roçar
A língua de Luís de Camões
Gosto de ser e de estar
E quero me dedicar a criar confusões de prosódia
E uma profusão de paródias
Que encurtem dores
E furtem cores como camaleões
Gosto do Pessoa na pessoa
Da rosa no Rosa
E sei que a poesia está para a prosa
Assim como o amor está para a amizade
E quem há de negar que esta lhe é superior?
E deixe os Portugais morrerem à míngua
“Minha pátria é minha língua
”Fala Mangueira! Fala!
Caetano Veloso
Até +...

Um comentário:

J P F O X disse...

Muito bom gosto para as palavras. Você parece gostar muito de ler. Uma excessão entre os jovens da sua idade.
Um abraço...